terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Save you Tonight #18


Sarah.
- Mãe, eu e a Rosie vamos dar um passeio. Não te preocupes que chegamos antes da hora do jantar. - disse, pegando nas chaves de casa. Iria dar um passei com a minha irmã e comer um gelado. Às vezes precisamos de nos distrair. Depois do que aconteceu no meu aniversário há quase uma semana, bem preciso.
- Está bem, querida. Mas não a deixes comer os gelados que ela quer. Lembra-te de que o médico disse que ela tem o colesterol demasiado alto para uma menina de 10 anos. - sim, é verdade. A minha irmã conseguia comer o mundo inteiro sem engordar, mas em compensação, o colesterol dela era muito alto. Demasiado.
- Não te preocupes, mãe. Eu consigo bem tomar conta dela. - sorri.- Vamos, Rosie? - ela assentiu com a cabeça e pusémo-nos a caminho. - Ouviste a mãe. Um gelado com duas bolas e não comes mais nenhum, ok ? Não quero que fiques mal de saúde.
- Está bem, mana. Faço isso por ti. - sorrimos as duas. Tínhamos algumas divergências, como todos os irmãos, mas lá no fundo, não conseguíamos viver uma sem a outra.  - Mana, aquele rapaz ali ao fundo não é daquela banda famosa? Não deveria ele andar com, pelo menos, dois seguranças ? - olhei para a frente e tentei encontrar o rapaz de quem ela falava. Por azar, era o Harry. Sim, o Styles. Aquele que me beijou em pelena praia, não se preocupando com os paparazzis que do nada podiam aparecer lá. Não queria enfrentá-lo depois do que aconteceu, mas infelizmente, ele veio ter comigo.
- Olá, Sarah. - sorriu. - Olá, pequena. - disse à minha irmã.
- Rosie, querida, vai para  a gelataria, que eu já lá vou ter. - tirei a carteira da mala para tirar dinheiro para lhe dar, mas o Harry apercebeu-se disso, e apressou-se.
- Aqui tens, come o que quiseres. - sorriu-lhe. Ela foi em direcção à gelataria. Espero que não fosse fazer o que o Harry lhe tinha "sugerido". Ela já estava consciente de que não podia comer muito. - Olá .. outra vez.
- Olá. - senti as maças do rosto a corar. Eu não sabia o que lhe iria dizer. O mais provável é que ele já tivesse esquecido. Por favor, é o Harry Styles, um dos rapazes mais "wanted" em todo o mundo. Raparigas não lhe faltam.
- Estás boa? - assenti com a cabeça. - Ainda bem. - sorriu. Notava-se que estava tão envergonhado como eu. É a tua irmã?
- Sim, o ser humano de quem mais gosto. Consegue ser chata às vezes, mas aguenta-se.- ri-me. Ele fez o mesmo. - Acho que já sei do que vais falar. - ele baixou a cabeça como quem estava envergonhado com o assunto. - Para ser honesta, acho que é melhor esquecermos o assunto. É um pouco desagradável.
- Na verdade, não, não acho desagradável. Até que gos.. - eu fiquei a olhar para ele tentando perceber o que ele dizia, mas ele parou. - Esquece, tens razão. É melhor esquecermos o assunto. - sorri.
- Amigos, certo? - ele assentiu a cabeça e abraçou-me.
- Amigos.- sorriu.- Hum, eu agora tenho de ir, vejo-te por aí, sim?
- Amanhã as tuas amigas vão-me ensinar uns passos. - sorriu. - Podias ir ver o ensaio, digo eu.
- As minhas amigas não, só a Danielle. A Trish não pode dançar devido a uns acontecimentos desagradáveis. Terás de te contentar com a Danielle. - sorriu.
- Mas ela está bem? - ele assentiu com a cabeça. - Ainda bem .. vemo-nos amanhã, então?
- Sim, até amanhã. - sorriu e seguiu o seu caminho.

Harry.
Fui ter ao apartamento da Trish. Ela era a minha melhor amiga, dava conselhos excelentes. Sabia que ela me podia ajudar a descobrir o que eu sinto pela Sarah. O sexto sentido dela é bem apurado. Talvez demais. Toquei à campainha e foi o Zayn que me abriu a porta. Desde que começaram a namorar, não se largam. Unha com carne.
- Ups .. desculpem interromper o vosso momento que quase abstinência, mas eu preciso imenso de desabafar contigo, Trish.
- Ai és assim? O que aconteceu ao " és um dos meus irmãos , Zayn"? - perguntou o Zayn, com um ar dramático. Obviamente ele estava  brincar.
- Pois, contigo falo quando estiver no passo seguinte. - eles não devem ter percebido, visto que a cara deles era parecida à cara de um inglês quando está em matemática. Piadas..
- Percebo .. ou não. De qualquer das formas, vou-vos deixar sozinhos. - pegou no casaco e saiu.
- Ficou chateado? - perguntei à Trish. Ela riu-se e assentiu negativamente a cabeça.
- Mas diz lá do que precisas, meu caro amigo.
- Lembras-te da Sarah? A rapariga sobre a qual te falei sobre as aulas de dança? - ela assentiu a cabeça. - Pois bem .. no dia em que descobri que estavas no hospital, aconteceu uma coisa entre mim e ela. - notava-se pela cara dela que estava anciosa para saber o que se passou. - Acontece que eu estava na praia a dar aqueles passeios depois do almoço, quando a vejo a entrar na água. Estranhei. Ela nem tinha fato de banho nem nada. Um vestido simples. Do nada, deixei de a ver. Como se ela tivesse entrado num portal subterrâneo. De repente vejo o seu corpo a flutuar. Óbviamente fui "salvá-la". - a Trish assentiu com a cabeça. - Pronto.
- Sim, e depois?
- Depois beijei-a.
 (.....)
Desculpem por não escrever há imenso tempo. Espero que gostem. Beijoo*

Um comentário:

  1. posta depressa está bem? como presente de natal :c
    Trish .x

    ResponderExcluir